Skip to content

Diário do desapego – como anda meu processo de descarte (parte 1)

 

 

 

Meu processo de desapego começou à 2 semanas atras e resolvi compartilhar meu desenvolvimento.

No checklist que sugeri, não precisa seguir os dias à risca. Se for mais fácil pegar um dia de faxina e fazer 5 itens de uma vez, perfeito! Se for um ou dois itens por dia, ou se for tudo de uma vez só, tranquilo também! Faça o que for mais conveniente e confortável pra você.

No meu caso, resolvi fazer primeiro os itens que estão no meu quarto e mesa de estudos (local que fico a maior parte do tempo) pra depois expandir pro restante das tarefas. Sábado no começo da tarde, é o momento ideal, pois é o dia que eu dedico para cuidar da casa.

Vamos conferir?

Dia 1

O “Retângulo das bermudas”

Foi com uma motivação muito grande que tirei o “retângulo das bermudas” debaixo da cama. Peguei uma sacola e fui separando o que era lixo e o que era importante, mas que estava no lugar errado.

O mais legal da caixa da bagunça é que acabei encontrando coisas que estava procurando fazia um tempão, como por exemplo:

  • Um set de elásticos de cabelo
  • Um cartão de 5 dólares do Dunkin Donnuts
  • Um manual de um aparelho que quero vender
  • O brinquedo favorito do meu cachorro (achei que tivesse perdido)

É muito bom saber que não tem mais nada debaixo da minha cama 😀 e doei o retângulo pra minha vizinha que disse que agora vai ter aonde guardar as roupas de cama (tomara que ela não coloque debaixo da cama dela).

Dia 2

Maquiagem

 

Ao procurar pelas minhas necessaires, encontrei lá no fundo do armário, um porta batons e pincéis de maquiagem super bonito que sempre “sonhei” em ter no banheiro.

Acontece que o enfeite se encontrava vazio porque o protetor labial e o gloss estavam sempre na bolsa e o único que estava lá bonitinho era o batom cobre e vermelho que eu usava pra ir nas festas. Além desses dois batons, eu tenho apenas um pincel de blush.

Ou seja, comprei um item caro e bonito que na hora da aquisição pensei: “ah, depois eu compro mais batons e mais pincéis pra deixar ele preenchido”

Doce ilusão.

Como pegava muita poeira, acabei guardando ele no fundo do armário porque não fazia sentido um porta batom e pincéis sem nada pra colocar dentro.

E depois fiquei sabendo bem mais tarde que os pincéis de maquiagem não devem estar no banheiro, mas sim num estojo fechado para não pegar bactérias.

Pra vocês verem que, muitas vezes a gente compra coisas sem pensar…

Dias 3 e 4

Closet e gavetas

 

Olha, por mim, andaríamos todos pelados.

No máximo colocaríamos uma saia de palha, uns colares baphos de miçanga e semente de melancia, um cocar bem grande e colorido na cabeça e pintaríamos nossos corpos, assim como fazem os sábios índios (devo ter sangue indígena nas veias, preciso estudar minha árvore genealógica)

Também vislumbro a idéia de que alguém muito inteligente e muito rico vai inventar as “roupas-pílulas”.

Você abre uma caixinha, escolhe uma pílula de uma determinada cor e utilidade e joga ela num copo d´agua. Vai tomar um banho de 5 minutos e na volta, sua roupa está pronta e inflada, te esperando.

Uso de um dia. Material impermeável. Não amassa.

Não me levem à mal, eu adoro roupas! mas o que não gosto é a administração que elas necessitam, principalmente o aspecto de “armazenamento” e “lavanderia”.

Aqui em Nova York, não é todo mundo que dispõe de espaço no closet e de quintal que dê pra colocar um varal, nem área de serviço nos apartamentos. Você lava a roupa na lavanderia e em seguida, joga tudo na secadora.

Se você compra fast fashion (roupas baratas na Forever 21 e H&M), suas roupas vão encolher. Depois de 3 ou 4 lavagens, suas blusas e calças vão parecer com as roupas de crianças de 5 anos.

Se quiser que elas sequem como no Brasil, até dá pra montar um varalzinho no banheiro, mas precisa ser no período do verão porque no outono e inverno elas não vão secar e vão ficar com aquele cheiro de umidade.

Além disso, acho terrível acordar de manhã e ter que me preocupar com o que vou usar no dia. Por isso que, durante a semana, uso uniformes que eu mesma selecionei.

Peças de cores neutras que vou usar de segunda a sexta. To nem aí se as pessoas vão perceber isso ou não. Steve Jobs fazia isso com maestria, porque não posso fazer também? Aliás, acho essa idéia fantástica. Tenho várias camisetinhas e legging pretas.

Voltando ao assunto, abri meu closet, minhas gavetas e fui despachando as peças que não queria mais. Jaquetas, bolsas, lenços, casacos de neve… no meio disso tudo, ví um vestido que paguei 5 dólares na promoção ha um ano atrás, nunca usei.

Pensei, pensei, pensei e como ele era de um vermelho intenso, resolvi dar mais uma chance. Se num período de um mês eu não usa-lo, permitirei que ele seja feliz no corpinho de outra mulher.

No total, foram 5 sacolas grandes e 3 bolsas que eu não usava mais (e enviei energia boa pras peças que eu gostava muito).

Dia 5

Acessórios

 

Deu vontade de jogar meus acessórios tudo fora. Enjoei.

Mas resolvi guardar os mais importantes e uma sacola cheia deles foi para doação.

Vendi minha caixa organizadora chique de veludo pra minha roomate por 20 dólares e fiquei com essa caixa de madeira bonita que minha vizinha ia jogar fora.

Dia 6 e 7

Unfollow/unfriend e emails antigos

A parte que mais deu trabalho foi limpar minha caixa de emails.

Eram 2005 emails entre lido, não lidos, propagandas e emails antigos. Coisa de 2012, 2013…

Ainda no processo de limpeza, quero deixar a caixa de entrada zerada e separar os emails importantes em pastas, além de não mais receber newsletters de lojas e serviços.

Ainda não fiz a varredura nos contatos do Facebook mas de pouco em pouco, vou chegando lá!

Dia 10

Projetos inacabados

Tenho tantos…

Uma história de ficção científica, uma fábula, uma coletânea de contos, um romance e um e-book, tudo pela metade.

Sem contar minhas ilustrações, algumas paradas, outras finalizadas (mas guardadas no lugar errado).

Deixar as pela metade é um péssimo hábito chamado”autosabotagem” e também de “procrastinação”

É quando você sabe que está indo bem mas aquela voz vêm e diz “amanhã eu termino”

E aí o amanhã chega e a voz diz “depois eu faço”, ou “deixa eu só colocar esse post no instagram”, “deixa só eu ver essa série”… e assim os dias vão passando e quando você vê, perde o fio, a conexão que estava com o projeto e ele vai para o limbo (a gaveta dos sonhos não vividos)

Se você também sofre desse mal, o mais importante você já fez: reconhece-lo. O próximo passo é encontrar saída para solucionar o problema.

Encontrei esse site super legal que dá dicas pra gente concluir as coisas e mandar essa voz sabotadora ficar na dela. E foi por esse site que encontrei a frase abaixo:

Contar com uma rede de ajuda

Ter amigos ou familiares que o apoiam é muito importante. Quando você compartilha seus projetos, a rede de ajuda pode servir de estímulo para se manter focado. Ao dizer a outras pessoas que você tem um objetivo a cumprir, você inconscientemente estará se obrigando a todos os dias caminhar um pouco para cumprir o prometido. E é possível também que eles ajudem no cumprimento da meta.

Dia 11

Livros e Revistas

 

 

A parte dos livros, foi a que mais doeu o coração.

E olha que não acho que tenho muitos mas os que tenho, servem de referência, daqueles que consulto para escrever alguma história ou artigo.

Mas livro bom é livro lido e circulando. Alguns deles vou doar para pessoas que sei que vai gostar, outros vou mandar pro Brasil, outra parte vou devolver pra quem emprestou e outros vou deixar numa caixa de doação que tem na Queens boulevard que fica perto de casa.

 

Concluindo:

A sensação de despreendimento é algo muito bom! E estou mais feliz ainda porque de todos os meus projetos, peguei um para dar andamento (do qual vocês verão por aqui em breve! :D)

Como vocês puderam ver, pulei algumas tarefas (correria do dia a dia) e agora faltam 15 dias pra completar meu checklist, será que consigo terminar em 30 dias?? (ai ai ai!)

No mais, consegui incentivar minha roommate a entrar na onda também e ela está adorando!

E você, conta aqui pra gente se já está nesse processo delicioso de se tornar uma pessoa mais simples <3

E não deixe de assinar a newsletter clicando aqui para receber as notícias da Amina Transcendental!

 

Um super beijo e até a próxima!

Amina

2 Comments

  1. Olá Amina,

    Voce está no caminho certo,descomplicando sua vida e incentivando outras pessoas com essas postagens muito francas e honestas com voce mesma.Continue e persevere quando achar que não vai conseguir.Aliás, faz a energia circular muito melhor em toda sua casa,o que potencializa todo e qualquer pensamento de mudança e amplitude.

    A maquiagem ,também tenho que fazer uma limpeza nas minhas, adoro,compro além do que preciso…..rs

    O vestido vermelho não foi uma compra só compulsiva….foi explosiva…..rs

    Parabéns, espero pelas outras partes…..

    Muitas vibrações positivas da Mônica

    • Deise Marinho Deise Marinho

      Oi Mônica!

      Obrigada pelo comentário e pela presença no blog!

      É uma sensação muito, mas muito boa mesmo essa de se livrar das coisas que não servem mais. Nos faz ver o quanto acumulamos e gastamos com coisas que não fazem o menor sentido. Ainda tem muita coisa pra jogar fora mas já posso sentir os benefícios não só em casa como na mente 😀

      Qto à maquiagem, joguei tantas fora… tudo usado bem pouco, uma pena! A gente vai pegando e nem vê né? Deve ser pq gostamos muito! rsrs… E espero conseguir usar esse vestido (não sei porque toda vez que coloco, eu tiro)

      Obrigada pelo incentivo e postarei sim a conclusão da tarefa!

      Grande beijo!

      Amina

Comments are closed.